Eu podia ver nos seus olhos, que você honestamente acreditou que eu não te queria mais. O conceito mais absurdo, mais ridículo, como se houvesse alguma forma de eu existir sem precisar de você.
Edward Cullen.  (via alentador)
Reblogou de Heartless
Eu quero crescer. Juro, quero mesmo. Quero aprender línguas que não sei. Quero conhecer novas culturas, povos, lugares. Quero me desapegar do velho. Quero não me fechar para as mudanças e para o novo. Quero dar amor, afinal, é ele a grande essência da vida. Quero não acumular rancores nem alimentar mágoas. Quero aprender a me pedir desculpa. Quero abandonar algumas saudades. Quero aprender a conviver com o que não posso modificar. Quero me mover mais e mais e mudar o que está ao meu alcance. Quero pouco e quero muito. Quero nada e quero tudo. Quero esquecer o que precisa ser esquecido. Quero nunca deixar de sorrir. Quero aprender a descascar laranja. Quero perder o medo de trovão. Quero ir. E vir. Mas nunca, nunca mesmo, deixar de sentir.
Clarissa Corrêa. (via alentador)
Reblogou de Heartless
Reblogou de sou nós
Que a felicidade vire rotina.
Caio Augusto Leite. (via alentador)
Reblogou de Heartless
É que tem momentos que não estou preparada pra ouvir certas coisas ou disposta pra lidar com certos problemas. Mas ainda assim estou aqui, não é? Fingindo estar pronta pra qualquer bomba que for jogada em meu peito mesmo sem saber como desarmá-la.
Fernanda Medeiros. (via cinzasdeanjo)
Que você precise de mim. Seja para dar a volta no mundo, ou simplesmente no quarteirão. Para apresentar um discurso ou apenas jogar conversa fora. Mas que seja eu, sempre, a sua primeira opção.
Pedro Pinheiro.  (via alentador)
Reblogou de Heartless

a confiança quando quebrada
não a cola que a concerte.

Reblogou de sou nós
Então te amo de novo, infinitamente, quase sem ar. E depois isso passa. Depois te esqueço. Como já esqueci tantas vezes.
Tati Bernardi   (via alentador)
Reblogou de Heartless
Hoje eu não sinto mais saudade de você. Não estou dizendo essas palavras para te atingir, me vingar ou fingir que não estou mais nem aí. Só não sinto mais saudade de você. Antes aquela saudade me consumia, fazia meus olhos encherem de lágrimas, fazia meu coração tremer. Hoje tudo isso passou. Procuro no passado o que me fez te querer tanto. Não acho. Você continua bonita, engraçada e sedutor. Mas não vejo mais graça nisso tudo. Não me abalo mais com tanto poder de sedução. O encanto acabou, a magia se partiu, tudo ficou bem terminado aqui dentro. Isso antes me entristecia, hoje me deixa com olhar de paisagem. Não sinto nada. Nem seu cheiro sinto mais. Antes, fechava os olhos e conseguia sentir seu perfume. Passou. Meu Deus, eu achei que nunca ia passar! Pensei que meu sofrimento jamais teria fim. Mas teve. Um fim bonito. Um fim que não deixa nem saudade.
Clarissa Corrêa. (via alentador)
Reblogou de Heartless
Você inspira os meus sonhos
eu venço a solidão.
Onze 20.   (via prestigiador)
Reblogou de sou nós